terça-feira, 2 de junho de 2009

Hoje, de certa forma meu Monteiro Lobato sempre esteve distante de minha vida. Porém não tive nenhum tipo de motivação com relação ao Monteiro Lobato pois sempre tive brincadeiras de formas coletivas, minha família nunca me incentivou a fazer esse tipo de leitura, por conta de não terem o conhecimento suficiente para me motivar para realizar essas atividades, mas de certa forma eu acredito que minha mãe me motivou de outro lado mandando eu ir para a escola e sempre achando que a escola era a responsável pela minha estrutura infantil. Hoje, em grandes famílias vimos o quanto este conhecimento tem contribuído, pois este conhecimento é crucial para que as famílias possam de certa forma motivá-los a fazerem determinadas leituras na área da literatura infantil. No meu tempo de escola básica não tinha muitas oportunidades de ler, e de sonhar e de viajar no mundo a fantasia que só uma leitura pode nos proporcionar.
Imagino que uma infância sem leitura é uma infância sem viagem sem sonho...
Mas nem tudo está perdido. Ao ingressar no curso de pedagogia pode vivenciar momentos mais próximos de leituras, perceber a importância de ler o mundo diferente, nunca antes conhecido.
Não tenho dúvida, no entanto que dentro de cada um de nós, mora um Monteiro Lobato. Alguém que deseja escrever e ler suas idéias e fazer com que outras pessoas façam este mesmo caminho, apesar de não ter tido esse apoio na minha infância, mas hoje eu acredito que de certa forma tenho meus momentos infantis
O que seria um pedagogo, de um professor de educação infantil, se não gostasse de ler?
Seria uma situação bastante complicada, pois hoje temos que ser professores, leitores, principalmente para atuarmos na educação infantil que ela que vai dar ao individuo a relação a noção de como as crianças vão ter um bom desenvolvimento por conta desta motivação posta pela professora.
Como seria sua relação com os alunos, sabemos que as crianças vivem alguns momentos em seu mundo de fantasias, de sonhos, de tempos e espaços diferentes dos nossos, pessoas adultas.
É necessário fazer com elas este caminho, acompanhá-las neste processo, mas para isso é importante também que nós possamos ter essa dimensão e não perder de vista a idéia de dentro de cada adulto mora uma criança, e que esta criança precisa ser despertada e resgatada no seu sentido de infância e tenha sempre a oportunidade de sonhar, e de viver uma realidade de leitura tão importante em nossa vida hoje, pois sabemos que a leitura é um dos instrumentos essenciais para a formação de cada individuo e com isso, nos faz ver o quanto que a literatura infantil tem contribuído de uma forma positiva.

5 comentários:

  1. caro amigo vejam que foi meu Monteiro Lobato....

    ResponderExcluir
  2. Olá Gilvan!
    Gostei muito de ler essa postagem sobre a questão de que as pessoas escrevem com desejo e gostam de ler suas idéias e fazer com que outras pessoas façam este mesmo caminho, descobrir-se feliz e aprendendo. Sempre estamos descobrindo algo, e essa sua descoberta nos faz perceber a beleza da alma infantil e que te faz feliz. O Curso de Pedagogia é o teu Monteiro Lobato e você pode ser o Lobato de muitas outras crianças também. Sê feliz!

    ResponderExcluir
  3. Gilvan,
    Adorei a postagem da imagem que procurou para retratar a realidade de sua infância. Aprocimou-se? As brincadeiras de rua hoje em dia se tornaram mais difíceis, não é mesmo? A violência nos assola. Naquele tempo a vida, como nos revela em suas entrelinhas, podia ser difícil, mas, penso que deveria ter seus encantos e desvelando crianças muito criativas e alegres. Sem medo de ser feliz! A tua mãe preocupava-se com você, e, esta aí uma Dona Benta - a figura feminina de José Bento Monteiro Lobato - as faces que se completam!!
    Sucesso!

    ResponderExcluir
  4. Desculpe-me o erro: deslizei do x para o c.
    Assim proponho esta errata: APROXIMOU-SE, ao invés de aprocimou-se. A pressa sempre inimiga da "perfeição"! rs!

    ResponderExcluir
  5. "Feliz aquele que transfere o que sabe, e aprende o que ensina."
    Cora Coralina

    ESPERANÇA

    "Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
    Vive uma louca chamada Esperança
    E ela pensa que quando todas as sirenes
    Todas as buzinas
    Todos os reco-recos tocarem
    Atira-se
    E
    - ó delicioso vôo!
    Será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
    Outra vez criança ...
    E em torno dela indagará o povo:
    - Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
    E ela lhes dirá
    (É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
    Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

    - O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA ...."

    (Mário Quintana)

    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está aqui para desejar para você um ano de 2010 de muita LUZ. Que nele você consiga realizar alguns de seus mais importantes propósitos.
    E que DEUS ÑANDE RU continue nos anemçoando COM A SUA ETERNA GRAÇA pelo resto de nossas vidas. Agradeço sua presença em meu blog durante o ano de 2009 com seus comentários sempre muito carinhosos e relevantes. E como já é tradição em nossa cultura trago algimas simpatias para entrar o ano de bem com ele. BOA SORTE.
    QUE SEJAMOS FELIZES.
    FELIZ ANO NOVO ! QUE OS BONS VENTOS SOPREM SEMPRE A SEU FAVOR EM 2010 !
    Saudações Florestais !
    http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderExcluir